NOTÍCIAS

Um lançamento político e cultural

Música e muito movimento em torno do auditório antes das cinco da tarde

O lançamento da chapa Somos UFBA para a reitoria da Universidade Federal da Bahia, propondo a reeleição do reitor João Carlos Salles e do vice-reitor Paulo Miguez para uma segunda gestão de quatro anos, lotou o auditório da Faculdade de Arquitetura e movimentou a área externa em torno dele, no fim da tarde de quarta-feira, 18 de abril. Um dia de fortes chuvas, aliás.

Lado a lado com professores, servidores técnicos, estudantes e dirigentes da Universidade, figuras proeminentes da política e da intelectualidade baiana foram afirmar publicamente, num ato político e cultural caloroso, intenso e vibrante, seu apoio a uma chapa que demonstrou, nos últimos quatro anos, além da competência reconhecida na gestão, coragem e determinação na defesa da universidade pública, gratuita, inclusiva e de qualidade.

Ex-reitor Roberto Santos: apoio levado pessoalmente

Comece-se esse registro de presenças ilustres pelo ex-reitor e ex-governador Roberto Santos, 91 anos, que esteve por pouco mais de uma hora no ato e foi aplaudido com entusiasmo pelos presentes quando o reitor, antes de abrir a sessão para as falas, disse que gostaria de homenageá-lo.

Siga-se pelos políticos, como as vereadoras Aladilce Souza e Marta Rodrigues e o vereador Hilton Coelho; por membros ou antigos participantes do governo estadual, como Rodrigo Hita, secretário de Ciência e Tecnologia, Julieta Palmeiras, secretária de Políticas para as Mulheres, Vicente Neto, secretário do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Olívia Santana, ex-secretária da mesma pasta, e Emiliano José,  superintendente de Apoio e Defesa aos Direitos Humanos da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social; e por ora feche-se essa lista com o reitor da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), José Bites de Carvalho e a vice-reitora da Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB), Georgina Gonçalves dos Santos.

O ato, entretanto, teve presenças virtuais notáveis também. Primeiro, Maria Bethânia, só a voz quente, saudando João e Miguez, naquela quarta-feira, 18 de abril, dia de Oiá e declarando sua adesão com o brado final “Somos UFBA!”. Depois, outras personagens em vídeos, a intervalos marcados por João – ali, além de reitor e candidato, também mestre de cerimônias –, criando um clima real-virtual envolvente, quase ininterrupto. Gilberto Gil, a senadora Lídice da Matta, a deputada federal Alice Portugal, o deputado federal Valmir Assunção, e os reitores Roberto Leher, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Marcus David, da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), todos expressaram suas razões para manifestar o apoio à  reeleição de João e Miguez (vídeos disponíveis neste site).

Mário e Beatriz Ulloa, violão e voz: bela performance de pai e filha

A música foi o terceiro e onipresente elemento no ato de lançamento da chapa Somos UFBA. Primeiro, já no grande pátio externo próximo ao auditório da Faculdade de Arquitetura, passado um pouco das 16 horas, a Orquestra de Frevos e Dobrados do maestro Fred Dantas já estava a postos e saudava quem chegava, executando a música da campanha, criação do compositor Paulo Costa Lima, e seu vasto repertório usual. Depois, no auditório, um pouco depois das 17 horas, teve mais espaço para a orquestra, para uma nova versão do vídeo com a música da campanha, e houve música outra vez, mais adiante, na bela performance do violonista Mário Ulloa com sua filha Beatriz Ulloa, estudante de Arquitetura, dona de belíssima voz.

Por volta das 20 horas terminou o ato de lançamento da Somos UFBA, chapa única que se inscreveu neste ano para a eleição à reitoria da Universidade Federal da Bahia.